Semana Brasil 2020: segurança e retomada

A Secretaria de Comunicação acredita que este é o momento certo para consolidar a data

O chefe da Secretaria Especial de Comunicação Social (Secom), Fabio Wajngarten, se reuniu nesta terça-feira (4) com lideranças do setor varejista para tratar do lançamento da Semana Brasil. O evento, que acontecerá de 3 a 13 de setembro, tem o objetivo de unir todo o comércio e o varejo nacional para uma ação que garanta o aquecimento das vendas e movimentação da economia.

Para este ano, com a pandemia do novo coronavírus, o mote da campanha vai procurar criar uma nova realidade e celebrar a retomada responsável e com segurança do comércio, da economia e, consequentemente, dos empregos. Uma expectativa que se confirmou no ano passado, quando houve o crescimento de 11,3% do varejo, um salto em relação ao patamar de 5 a 6% que o setor costumava apresentar no mesmo período. O e-commerce chegou a ter aumento de 32,5%.

A Secom acredita que 2020 é o ano certo para consolidar a data. Segundo Fábio Wajngatern, a Semana Brasil vai se ancorar em três pilares: colaboração, otimismo e oportunidade. Para a equipe da Secretaria, a pandemia tende a mudar a postura do consumidor a longo prazo, que acaba adotando uma postura mais racional e menos emocional. A Semana Brasil seria, portanto, o ensejo para que todos os setores do mercado se unam para a conversão e movimentação da economia.   

O presidente da CNDL, José César da Costa, participou da primeira reunião e destacou o comprometimento do Sistema com a execução do projeto. “O Sistema CNDL, presente em todos os estados por meio das mais de 2 mil entidades e mais de um milhão de pontos de vendas, estará de corpo e alma na Semana Brasil para que possamos estimular o consumo e as vendas de forma consciente e segura.”

 “As pessoas estão mobilizadas para salvar negócios e empregos, alguns indicadores têm mostrado uma reação da economia e há uma demanda reprimida, pois muitos consumidores estão ansiosos para retomar a rotina das compras, mas de forma mais consciente, aguardando por oportunidades reais de bons negócios”, explica Marcelo Silva, presidente do Instituto para Desenvolvimento do Varejo (IDV), qeu vai coordenar a Semana Brasil.

“Estamos mobilizando todo o varejo para buscar as melhores formas de viabilizar as ações promocionais. Esta é uma ação totalmente suprapartidária, que trará benefícios para a economia do país como um todo”, comenta o conselheiro do IDV, Marcos Gouvêa de Souza.

Fonte: Revista Varejo S.A

Comentários