Notícias

Vendas do Dia das Mães têm alta de 4,04% e não batem a meta da CNDL para o período

As vendas do varejo na semana que antecedeu o Dia das Mães tiveram uma elevação de 4,04%, mas não atingiram a expectativa da CNDL (Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas) para o período. A Confederação esperava um crescimento de 5% na ocasião. Os dados foram divulgados nessa segunda-feira (14) pelo SPC Brasil (Serviço de Proteção ao Crédito).

Contudo, mesmo estando abaixo do previsto, o crescimento das vendas ainda foi visto de forma positiva pelo setor. "Esse é um bom indicativo de que a demanda interna já começa a responder de maneira mais firme aos estímulos dados ao consumo e à melhor condição dos juros básicos, que estão próximos ao patamar mais baixo já vivido pelo Brasil", afirmou o presidente da CNDL, Roque Pellizzaro Junior.

Incertezas superadas
O presidente augumentou ainda que apesar da incerteza no início do ano em relação ao patamar de crescimento econômico que haveria em 2012, os números apresentados parecem reforçar o otimismo do setor. Com isso, a expectativa se mantêm positiva para as próximas datas festivas, especialmente para o Dia dos Namorados deste ano.

O indicador
O índice de vendas do Dia das Mães é calculado pelo SPC Brasil com base no volume de consultas no varejo para compras no cheque ou crediário nos sete dias que antecederam o segundo sábado de maio, Véspera do Dia das Mães. Em 2011, o indicador havia registrado variação positiva de 6,53% no período, conforme dados do SPC Brasil.