Notícias

Juros do cartão são menores, mas ainda chegam a 200% ao ano

As taxas de juros nas operações de crédito fecharam 2012 no menor patamar desde o início da série histórica da pesquisa, em 1995. Porém, segundo dados da Associação Nacional dos Executivos de Finanças, Administração e Contabilidade (Anefac), divulgados nesta segunda-feira (14), a taxa cobrada no cartão de crédito ainda fica perto dos 200% ( 9,37%, ao mês; 192,94%, ao ano).

Em nota, o coordenador do estudo, Miguel José Ribeiro de Oliveira, afirma que "as reduções podem ser atribuídas à maior competição das instituições financeiras após os bancos públicos reduzirem suas taxas de juros; pequena redução nos índices de inadimplência; e à expectativa de redução da inadimplência nos próximos meses em um ambiente de crescimento econômico maior".

O cheque especial, outra modalidade muito utilizada pelos consumidores, teve também a menor taxa desde 1995, fechando o ano com juros de 7,82% ao mês (146,83% ao ano).
Segundo os dados da pesquisa, a taxa de juros média geral para pessoa física apresentou uma redução de 0,19 ponto percentual no mês (4,12 pontos percentuais no ano) correspondente a uma redução de 3,37% no mês (4,43% em doze meses).

Pesquisa

O SPC Brasil (Serviço de Proteção ao Crédito) apresenta estudo que mostra que a cada dez pessoas, quatro inadimplentes estão com dívidas no cartão de crédito.

Segundo o estudo, 38% dos entrevistados com contas atrasadas possuem alguma fatura não liquidada no cartão de crédito, sendo que, desses, 82% afirmam que essas contas estão atrasadas há mais de 90 dias.

Ainda de acordo com a pesquisa, 93% dos consumidores que não têm problemas com dívidas se organizam e conseguem pagar 100% do valor das faturas na data do vencimento. Entre os inadimplentes, 24% dos consumidores optam pelo chamado "crédito rotativo", acionado sempre que a fatura é paga com atraso.

Fonte:www.spcbrasil.org.br