Notícias

Aumenta o número de consultas ao SPC em Cacoal

Neste ano, o número de consultas realizadas para compras a prazo e pagamentos em cheque aumentou 5,64% em relação ao mesmo período do ano passado. De acordo com o relatório divulgado pela Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Cacoal a quantidade de consultas ao Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) em 2012 foi de 13.583 contra 14.398 deste ano.

Segundo a Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) o resultado reflete a injeção de novos recursos na economia, como é o caso do pagamento do 13º. Para Thiago Silva, gerente da entidade em Cacoal, o aumento da atividade no comércio deriva do aquecimento das vendas do final de ano e promoções do mês de janeiro.

Inadimplência

Sobre o pagamento de dívidas, o SPC Brasil recentemente encomendou pesquisa para traçar o perfil de consumidores com e sem dívidas no país. Os adimplentes priorizam o pagamento de suas contas pela data de vencimento da fatura, enquanto os inadimplentes optam por pagar primeiro as contas de maior necessidade como água, luz e telefone.  O estudo revelou que os entrevistados que estavam com nome sujo responderam em 70% dos casos que as contas atrasadas não são as de pagamentos periódicos, imprescindíveis ao funcionamento da casa.

Conforme o relatório de Cacoal, pouco mais de mil nomes são negativados por mês junto ao banco de dados do SPC Brasil pela CDL. O número de consumidores que tiveram o nome incluído no sistema em janeiro deste ano foi de 1638 contra 1295 de 2012, o que representa aumento de 343 nomes inclusos, 21.12%. Com relação às exclusões, 1013 clientes saíram do SPC/SERASA em 2012 e neste ano o número subiu para 1126, quer dizer que 113 pessoas pagaram suas contas atrasadas, ou seja 10,03% dos consumidores ficaram quite.

Por Estefânia Procópio - Em 04/02/2013