Notícias

Quase 20% dos empresários de Cacoal pretendem demitir funcionários por causa de nova lei do comércio, diz pesquisa da CDL

A polêmica da aplicação da lei municipal 3171/2013, a lei do funcionamento do comércio no município de Cacoal, ainda é foco da atenção de todos.

A lei, que foi promulgada pelo presidente da Câmara de Vereadores em 05 de junho, vem sendo cumprida pelos comerciantes de Cacoal. Entretanto, muitas reclamações foram observadas pela CDL – Câmara de Dirigentes Lojistas de Cacoal - que recebe em média 20 ligações por dia somente sobre esta temática. “São duvidas a respeito da lei, notificação de fatos incomuns, surgimento de impasses entre empresários e fiscalização, enfim, vários são os motivos ligados a lei 3171 que geram as ligações para a CDL afim de esclarecimentos”, disse Thiago Silva, gerente da instituição.

Com esta demanda de ligações e os descontentamentos apontados pelos empresários, a CDL promoveu entre os dias 12 e 19/08 uma pesquisa com seus associados. Foram entrevistados 220 empresários, ou responsáveis pelas empresas, que abrem seus comércios no dia de maiores reclamações, o sábado.

A pesquisa consistiu em apurar a real vontade do empresário e seu nível de satisfação da aplicação da nova lei municipal.

De acordo com a pesquisa feita pela equipe da CDL, empresários que estão satisfeitos com o fechamento do comércio aos sábados as 12h00 totalizam 45,45% dos entrevistados. Aqueles que acreditam que as 14h00 seja um melhor horário representam 35,45% e os que indicaram o horário das 16h00 representam 11,82%. Do total, 7,28% não responderam ou não sabiam.

Outra preocupação da CDL também foi levantada. Durante dias se falou em demissões por causa da aplicação da nova lei. A pesquisa apontou, no entanto, que 74,54% não pretendem demitir seus trabalhadores e que 18,18% afirmam que terão de demitir para redução de gastos na empresa. Mais uma vez, 7,28% não responderam ou não sabiam.

“A pesquisa vem dar solidez as reclamações que todos os dias aparecem na CDL. Os dados mostram de fato o que o empresário quer e a sua visão sobre o assunto. Nós, enquanto entidade que visa o bem para o comércio e a economia do município, sempre estamos atentos e trabalhando para dar mais transparência e soluções nos processos econômicos que afetem o Cacoal”, disse Nedeson Tacconi, presidente da CDL.

A pesquisa foi realizada por amostragem com os associados da CDL que se encaixam na lei de funcionamento do comércio aos sábados.