Notícias

Vendas no comércio crescem 2,7% em outubro e Natal deve ser moderado

A movimentação no comércio indica que o o consumidor continua cauteloso e que, no fim do ano, o crescimento das vendas deverá ser moderado, mas não uniforme entre os setores. Em outubro de 2013, as vendas (à vista e a prazo) no comércio apresentaram crescimento médio de 2,7% em relação a outubro de 2012, conforme os indicadores ICH (Indicador de Movimento de Cheques) e IMC (Indicador de Movimento do Comércio a Prazo).

Este aumento moderado de 2,7% pode ser explicado pela massa salarial, que está estável; pela desaceleração do crédito para a pessoa física; e pela alta dos juros.

As vendas à vista, medidas pelo ICH, aumentaram 22,1% em outubro em relação a setembro. Em relação a outubro de 2012, a elevação foi de 2,9%.

Já as vendas a prazo, avaliadas pelo IMC, cresceram 14% em outubro ante setembro. Em comparação com mesmo período de 2012, o IMC apresentou elevação de 2,5%.

Os aumentos em outubro ante setembro deste ano foram puxados pela data comercial do Dia das Crianças e pelos dias úteis a mais (27 dias em outubro e 24 dias em setembro). Predominaram as vendas de brinquedos e roupas infantis (nas compras à vista) e bens duráveis como aparelhos celulares, tablets, TVs e smartphones (vendas a prazo).

Inadimplência e crédito

O IRI (Indicador de Registro de Inadimplentes) apresentou leve alta de 3,6% em outubro ante setembro. Em comparação com 2012, houve aumento de 0,6%.
Já o IRC (Indicador de Recuperação de Crédito) registrou queda de 5,6%. Em relação a 2012, o IRC aumentou 0,5%.

Os números de inadimplência e crédito estão estáveis. Mas, para o fim do ano, a tendência é de que a inadimplência diminua porque o consumidor deve utilizar o 13º salário para quitar dívidas.

Os quatro índices (ICH, IMC, IRI e IRC) têm como base amostra fornecida pela Boa Vista Serviços e são elaborados pelo Instituto de Economia Gastão Vidigal, da ACSP.