Notícias

SPC amplia infraestrutura de TI, garantindo disponibilidade nas consultas ao seu banco de dados

O SPC (Serviço de Proteção ao Crédito), sistema de informações da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL), conta com um dos maiores bancos de informações de crédito sobre pessoas físicas e jurídicas do Brasil. Ao todo, são disponibilizados dados de 150 milhões de pessoas físicas e 35 milhões de empresas para mais de 600 mil clientes na ponta, que vão desde pequenos lojistas até grandes companhias.


A empresa, que atualmente apresenta crescimento médio de 20% ao ano, começou a repensar sua plataforma no ano 2000, orientando a inovação para garantir usabilidade ao usuário e disponibilidade integral. Diversos investimentos foram realizados com objetivo de alcançar maior desempenho, escalabilidade, espaço e reduzir o consumo de energia.

No último ano, em virtude ao crescimento no volume de negócio (equivalente ao dobro do registrado em 2012), a organização enxergou a necessidade de ampliar a infraestrutura de TI com o desafio de manter a operação funcionando 24 horas durante os sete dias da semana, permitindo a realização de 500 mil consultas diariamente, explica o superintendente de TI do SPC Brasil, Ricardo Pereira de Almeida. A empresa possui um banco com 7 terabytes de dados, aproximadamente, e chega a abrigar tabelas que ultrapassam um bilhão de informações.

Assim, foram implantados um segundo servidor de banco de dados Exadata, desta vez na versão X3-2, da Oracle, e uma plataforma Exalogic para rodar as aplicações Java nos dois servidores. A aquisição do segundo Exadata foi decidida com base nos resultados obtidos após a compra do modelo X2-2, para o site principal do SPC Brasil, no final de 2012, equipamento responsável por armazenar e processar os sistemas principais de consulta de crédito do SPC.

Segundo avaliação do gestor de TI do SPC, a solução permitiu ganho de performance de até 20 vezes em algumas aplicações. "Decidimos instalar um novo Exadata no site de São Paulo e passar o servidor adquirido no ano passado para contingência da produção em nosso site de Cotia. Dessa forma, o SPC consegue garantir a mesma capacidade e disponibilidade de informações, sem qualquer risco de continuidade ao negócio dos clientes", pontua Ricardo Pereira de Almeida.

Para realizar a ampliação, a organização contratou novamente a Service IT Solutions, especializada em consultoria e prestação de serviços para realizar a configuração, que também conduziu a implantação do primeiro servidor. O projeto teve início em outubro do ano passado, e incluiu a instalação do novo Exadata X3-2, substituindo a versão antiga X2-2, e a migração de equipamento e sincronização dos servidores do site principal, em São Paulo, e o de contingência, em Cotia.

Dentre os resultados proporcionados, a nova infraestrutura permitiu uma redução na realização dos backups de 6h30 para 2h30, diminuiu o tempo de recarga do CCF de 45 minutos para 9 minutos e, ainda, agilizou a carga de contra ordem do Banco Central de 22 minutos para apenas quatro minutos. Além disso, também levou ao ganho no processamento do arquivo de clientes, que antes era de 22 mil linhas/hora e passou para 74 mil linhas/hora.

O superintendente de TI do SPC conta que, em 2008, ainda com a infraestrutura antiga, teve um problema com parada de banco e, na ocasião, cada fornecedor acusou que o problema as outros fornecedores. Pelo fato de concentrar as aplicações no mesmo provedor, o gestor ressalta que hoje esse problema não acontece mais.

"Atualmente utilizamos java, todos frameworks e o servidor de aplicação são open source. Na verdade, não buscamos um só fornecedor e, sim, olhamos para o mercado e fazemos a escolha baseada em pesquisa e ganho de performance. Ainda não vimos nenhuma appliance para banco de dados, nem appliance para Java iguais ao que temos hoje", pontua.

De acordo com Ricardo Pereira de Almeida, antes implantação das soluções, o SPC não havia registrado 100% de disponibilidade por mais de 2 meses em nenhum ano. "Estamos no quinto ou sexto mês com 100%, ou seja, nenhum segundo sem indisponibilidade. Além de garantir que nosso cliente está sendo atendido com qualidade, esse desempenho também melhora o clima interno, já que a TI consegue garantir todas as exigências do negócio”, conclui.



Fonte: Information week online