Notícias

Facebook vai lançar curso para pequenas empresas no Brasil

A freguesia da lanchonete de André Martins, aberta há três anos na comunidade da Rocinha, no Rio de Janeiro, não tinha muita alternativa a não ser fazer o pedido e esperar do lado de fora por ele, já que a casa de 3x1 metros é basicamente um cômodo, equipado por uma janela que se abre para a rua.Por essas e outras, não surpreende o investimento de Martins, que tratou de montar um delivery logo que se capitalizou minimamente. Quer dizer, a novidade não surpreenderia caso o empresário tivesse feito o óbvio, e não de um jeito que ninguém tinha pensado ainda por ali. É que na hora de divulgar os canais de comunicação e colocar os motoqueiros para trabalhar, ele montou um perfil da lanchonete no Facebook e informou aos interessados que estava liberando o serviço de mensagens do site de relacionamento para as encomendas de entrega.


O pessoal gostou. “Pensei em um site, mas percebi que na comunidade as pessoas querem é saber da vida dos outros, por isso fiz a página de Facebook. Agora, todos meus concorrentes copiaram”, diz o carioca, que se prepara para espantar de novo a comunidade. Martins está prestes a se tornar uma espécie de ‘garoto-propaganda’ da gigante de relacionamento virtual na ação que reforça a sua nova meta para o Brasil: a conquista, em um ano, de 1 milhão de perfis de micro e pequenas empresas.

A ideia do Facebook é continuar seguindo os passos comerciais já trilhados pelo Google, que apesar de não divulgar seus números, sabe-se que abocanha um porcentual considerável dos investimentos em propaganda dos empreendedores. Dados apurados pelo Estado dão conta de que 20% dos pequenos negócios locais já contam com uma página na rede social de Mark Zuckerberg.

Para atingir a nova meta, a rede social acaba de fechar uma parceria com o Sebrae e, agora, se prepara para encampar uma série de ações nas próximas semanas. Até meados de maio, por exemplo, será lançada uma ferramenta online de ensino à distância (EAD), a primeira vez no mundo em que o Facebook assina um curso para o uso de seu aplicativo.

O EAD ficará alocado na própria plataforma do Facebook, assim como também no site do Sebrae. “A nossa parceria com o Sebrae será em quatro pilares, um road show nas 12 cidades da Copa, participação nas 14 Feiras do Empreendedor do Sebrae, o curso online e o treinamento dos multiplicadores do Sebrae, que vão propagar o conhecimento entre os empresários”, afirma Patrick Hruby, diretor do Facebook para o mercado de pequenas empresas na América Latina.

“Acho que esse é um projeto que visa, principalmente, o microempreendedor individual”, destaca Luiz Barretto Filho, diretor-presidente do Sebrae, que observa que a instituição não entrou com recursos diretamente na parceria. “A gente vai oferecer nossa rede e a nossa estrutura. A ideia é auxiliar o empreendedor que ainda não usa as mídias sociais em seus negócios”, diz.



Fonte: Estadão PME