Notícias

Gasolina, diesel e imposto sobre crédito ficarão mais caros

O ministro da Fazenda, Joaquim Levy, anunciou nesta segunda-feira (19) um pacote de tributação, aumentando quatro impostos que vão elevar a arrecadação do governo em R$ 20 bilhões no ano de 2015. Entre os tributos que vão pesar mais no bolso do consumidor estão os impostos dos combustíveis, o IOF (Imposto sobre Operação de Crédito) e os tributos de produtos importados.

De acordo com o ministro, a gasolina vai ficar R$ 0,22 mais cara e o diesel vai subir R$ 0,15 a partir do dia 1º de fevereiro nas refinarias do Petrobas. Esse aumento é decorrente do aumento da Cide (Contribuições de Intervenção no Domínio Econômico) e do PIS/Cofins que incidem sobre o preço dos combustíveis.

No entanto, o ministro afirmou que a decisão de repassar o aumento dos impostos para a bomba, atingindo diretamente o consumidor, é da Petrobas. Segundo Levy, a intenção inicial era aumentar apenas a Cide, mas o governo resolveu repassar parte da elevação para o PIS/Cofins com o intuito de aumentar também a arrecadação dos Estados.