Notícias

Preço da cesta básica sobe em 10 capitais das 17 analisadas

 

O preço da cesta básica subiu em dez das 17 capitais analisadas pelo Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socieconômicos) no mês de outubro.

De acordo com os dados divulgados nesta quinta-feira (3), no mês passado o conjunto de alimentos apresentou a maior alta em Porto Alegre, que viu o preço da cesta básica subir 1,93% na comparação com setembro.

As cidades de Curitiba (1,61%), Vitória (0,95%), Belém (0,89%), Manaus (0,88%), Goiânia (0,87%), Brasília (0,50%), Belo Horizonte (0,49%), Rio de Janeiro (0,46%) e Florianópolis (0,25%) também mostraram elevação nos preços na passagem mensal.

Por outro lado, das sete capitais que apresentaram retração, o destaque foi para Natal (-2,63%), Fortaleza (-2,22%), Salvador (-1,42%) e Recife (-1,12%).

Anual

No acumulado dos últimos 12 meses terminados em setembro, a cesta básica apresentou deflação em duas das capitais analisadas: Natal (-0,21%) e Salvador (0,03%).

A maior variação ocorreu Florianópolis, onde o preço do conjunto dos alimentos avançou 13,06% no período. Também foram observadas altas acentuadas em Porto Alegre (12,19%), em belo Horizonte (9,82%) e em Manaus (9,73%).

Por outro lado, os menores avanços aconteceram em Goiânia (1,54%) e Fortaleza (2,74%).

Valores

Segundo o levantamento, na cidade de Porto Alegre a cesta fechou o décimo mês do ano como a mais cara do País, custando R$ 277,34. Em seguida vem o conjunto de alimentos de São Paulo (R$ 266,97) e Florianópolis (R$ 260,99).

Aracaju (R$ 182,68), João Pessoa (R$ 195,14) e Fortaleza (R$ 198,68) foram as únicas capitais onde os produtos básicos custaram menos de R$ 200, conforme é possível verificar na tabela a seguir: 

Custo da cesta básica nas principais capitais brasileiras
Capital   Valor em Outubro     Variação Mensal     Variação Anual  
Aracaju R$ 182,68 -0,51% 5,96%
João Pessoa R$ 195,14 -0,79%

4,72%

Fortaleza R$ 198,68 -2,22% 2,74%
Natal R$ 200,55 -2,63% -0,21%
Salvador R$ 205,12 -1,42% -0,03% 
Recife R$ 206,17 -1,12% 5,38% 
Goiânia R$ 233,48 0,87%  1,54% 
Belém R$ 237,85 0,89% 8,33% 
Brasília R$ 243,11 0,50% 8,42%
Curitiba R$ 245,97 1,61% 6,04%
Manaus R$ 251,58 0,88% 9,73%
Rio de Janeiro R$ 251,97 0,46%  9,49%
Vitória R$ 251,98 0,95% 8,96%
Belo Horizonte R$ 252,20 0,49% 9,82%
Florianópolis R$ 260,99 0,25% 13,06%
São Paulo R$ 266,97 -0,08% 5,19%
Porto Alegre R$ 277,34 1,93% 12,19%

Fonte: Dieese