Notícias

Taxas de cheque especial têm pouca alteração neste mês

 

 

 

Taxas de cheque especial têm pouca alteração neste mês

 

A taxa média de juros do cheque especial quase não variou neste mês, registrando leve queda de 0,01 ponto percentual, frente ao mês anterior, segundo revela pesquisa divulgada da Fundação Procon de São Paulo.

A média da modalidade ficou em 9,53% ao mês, contra os 9,54% verificados em janeiro deste ano. Entre os bancos, apenas o Banco do Brasil reduziu suas taxas, de 8,41% a.m. para 8,37% a.m.

No que diz respeito à taxa do empréstimo pessoal, também houve leve recuo de 0,01 ponto percentual, para 5,87% ao mês.

De acordo com o Procon-SP, os bancos que reduziram suas taxas foram o Banco do Brasil (de 5,27% para 5,23% a.m.) e a Caixa Econômica Federal (de 5,45% para 5,40% a.m.).

O estudo verifica as cobranças dos sete maiores bancos do País, tomando para comparação o empréstimo pessoal para um período de 12 meses e o cheque especial para 30 dias.

Dos bancos analisados, as menores taxas para empréstimo pessoal podem ser encontradas no Banco do Brasil, de 5,23% ao mês. O Itaú apresentou a maior taxa , de 6,76% ao mês.

No caso do cheque especial, a Caixa Econômica Federal mantém a menor taxa, de 8,25% ao mês, enquanto o Safra apresenta a maior taxa, de 12,30% ao mês.